3 livros sabios

3 livros sabios

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Word Morri Tour!

Fui ao Bike Tour! não cabe aqui explicar o que é o evento! (vc deve saber! e o mesmo que não saber o que é Campus Party!) vou delongar um pouco sobre o percurso da USP ( a chegada do trajeto que parte da ponte Estaiada Octavio Frias De Oliveira) até minha casa! Moro no KM 15 da raposo tavares, só a 5km da portaria 1 da USP! já havia feito esse caminho a pé uma vez e sabia que não ia ser fácil! a Rodovia não foi pensada para nada que tivesse que se locomover sem a queima de combustível fóssil! (ignorem os carros elétricos, eles quase não existem) em muitos trechos a simpleste não existe acostamento e nem calçada! mesmo assim, lá fui eu! Pra casa! Depois de 9 ou 10 KM (não sei) de pedaladas, minhas pernas (fora de forma) não estavam preparadas para subidas! e foi o que mais eu encontrei pelo caminho! Tive de descer de Bike e ir caminhando pelo menos metade do caminho! Foi quando pela Raposo passou um carro com duas Bikes na traseira e uma garota no banco do carona vestida de Bike Tour me deu um Xauzinho! e eu pensei, xauzinho é legal mas carona até em casa é melhor ainda!...... Ironico que um evento com sete mil ciclistas termine com 90% dos inscritos voltando pra casa de Carro! (se eu tivesse um e soubesse dirigir provavelmente também o faria!) Saldo = depois de quase morrer atropelado umas 3 vezes! cheguei em casa dolorido, desidratado, suado, sujo de areia da rua e de poluição! Mas tudo bem! minha bike é muito louca! e ter a pista expressa da marginal só pra pedalar não tem preço! saldo 2 = 1 Bike Caloi com espelho retrovisor, sineta, um montão de marchas, Capacete, camiseta, uma mochila mínima onde cabem (ainda dentro do saldo) uma toalha de rosto, uma capa de chuva, medalha, e um equipamento que parece uma sonda de Urina mas que na verdade é uma engenhoca que se acopla a mochila para que eu possa beber agua direto da mochila! (meio difícil de explicar) tudo por 180R$ e o ano novo perdido devido a inscrição!

René Laloux

Aviso - Esse Post, será um recorte, vinculações de pessoas diversas sobre um mesmo assunto = René Laloux Muito de mim mesmo, não tenho a dizer! Não o conheço! divulgo-o Uso então o artificio da Cópia. copio o pouco que sobre ele encontrei em português! Seu nome não atravessou o Atlântico em direção a Terra Papagali, Penas. Perde-se o que se cria quando no impacto de dois corpos, um inerte um em movimento! Sobre suas Animações - O esquema visual não prima pela inventividade, onirismo, transmissão de beleza poética ou unicidade! Parece e só Parece, algo que qualquer um outro possa fazer! Entretanto, Laloux cristaliza metaforas e fábulas em curtas! a Moral encontra quem quer! momentos metafisicos rondam uma violência profunda travestida em desenho! Descobri Laloux sozinho e acho que encontrei um "mestre". Todo o texto abaixo foi retirado do site presente no Hiperlink do título!
Realizador de animação francês, René Laloux nasceu em 1929, em Paris (França) e faleceu a 14 de Março de 2004, em Angoulême, em consequência de uma crise cardíaca. Começou a trabalhar, na década de 60, como monitor da clínica psiquiátrica de Laborde, em Cour Cheverny. Aprendendo animação como autodidacta, iniciou a sua carreira de realização, com a curta-metragem Les Dents du Singe (1960), utilizando os pacientes da clínica como actores, segundo a teoria da ergoterapia. Seguiram-se, com a colaboração do desenhador Roland Topor, as curtas-metragens Les Temps Morts (1964) e Les Escargots (1965). Em 1973, ainda com Topor, René Laloux produziu o filme La Planète Sauvage (O Planeta Selvagem), uma co-produção franco-checoslovaca, adaptado da novela de ficção científica OMS en Série do francês Stefan Wul (pseudónimo de Pierre Pairault) e com o qual ganhou o Prémio Especial do Júri, em Cannes. Este filme fantástico, que teria sido inspirado na ocupação da Checoslováquia pelos Russos, ilustra a história de humanos, os Oms, que foram domesticados por extraterrestres gigantes de raça azul chamados Draags. Em 1982, ainda sobre o romance de Stefan Wul, L'Orpheline Perdide, o realizador concebeu o filme Les Maîtres du Temps (Os Mestres do Tempo), com desenhos de Jean Giraud e Moebius. Em seguimento de La Planète Sauvage, realizou Gandahar (1988), baseado no romance de Jen-Pierre Andrevon e com desenhos de Caza. A última curta-metragem de Laloux foi Comment Wang- Fut Sauvé (1987, A Salvação de Wang-), uma adaptação do conto de Marguerite Yourcenar. Em 1996, estabeleceu-se em Angoulême (a sudoeste de França), aceitando a proposta do Centre National de la Bande Dessinée et de l'Image (CNBDI) para assumir a direcção do Laboratoire d'Imagerie Numérique e aposentou-se em 1999. O realizador dedicou-se também à pintura e à escrita. Agora, para finalizar! Um vídeo de LALOUX -Les Escargots- (o diretor é facilmente encontrado no Youtube) e um comentario retirado da mesma pagina online de onde provém o curta! Comentario inspirado! depois de asssistir o curta, me senti meio perturbado, achei que encarar a esfingie devia ser a mesma coisa! Mas não, eu é que sou Burrinho mesmo!
video
De onde Captei o vídeo? Daqui. O comentario (abaixo) e sua tentativa de tradução pelo Google Tradutor (Mais abaixo ainda).
  • belcarn94 (autor do comentario)

  • It is about Stability, Chaos, and the use of ideas in renweing the cycle of these elements. The plants represent new ideas, the predators the unforseen changes and "evils" that accompany them--it is not about society's destruction but its transformation. The old man's tears represent the suffering and toil that must be endured by agents of new ideas, or perhaps the suffering that attends the change itself. Only through personal sacrifice can the new ideas be mae real.

  • Trata-se de Estabilidade, Caos, e a utilização de ideias em renweing do ciclo destes elementos. As plantas representam novas idéias, os predadores e as mudanças imprevistas "males" que as acompanham - não é sobre a destruição da sociedade, mas a sua transformação. Lágrimas do velho representa o sofrimento e trabalho que deve ser suportado pelos agentes de novas idéias, ou talvez o sofrimento que acompanha a própria mudança. Somente através do sacrifício pessoal podem ser as novas idéias mae real.
Como ainda não tinha feito algo desse jeito, encontrei 22:16 de 25 de Janeiro de 2010, no Aniversário da Cidade de São Paulo, o momento propicio para expor algumas fotos! creio que não haverá sequência lógica, "ce n'est pas une vue", não criei uma lógica ordenada! Claro que do caos percepções ocultas podem brotar, mas creio que não aqui! Tenho o Hábito de colecionar imagens da Internet! de fotos tradicionalmente inseridas em nossa mente pelos insterticios do "Clássico" (como no caso da Mona Lisa), outras guardei por sua interessante capacidade de sintetizar ideias complexas, outras mesmo só são bonitinhas e ordinárias! Agora pensando enquanto escrevo, percebo que futuramente pretendo me posicionar sobre a evolução da estética dos videoclipes e das fotografias com as possibilades da alteração e dos efeitos, bem como (é claro) os efeitos da Pós-Modernidade sobre a lógica habitual de criação e entendimento de documentos visuais (tratando de estética) Não espero de mim mesmo mas que a síntese de uma série de leituras que farei sobre o temas e talvez uma pequena pontada de opinião própria sobre o assunto! Pensar Cientificamente Dói! eu prefiro Fabular! Sem mais por enquanto!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

BEM VINDOS BIXOS!

Foi-me oferecido a oportunidade de Produzir um texto de boas vindas para os BIXOS DE BIBLIO que será publicado no JECA, o Jornal dos Estudantes da ECA! Mesmo sabendo que não sou o mais indicado, -e que especificamente na Biblio existem pessoas (e seus textos) que me ralam NA BOA!- Aceitei o convite. Mais como uma forma de impedir que outro aluno o fizesse! (sim, afaguei meu EGO em detrimento das minhas volições internas pouco exteriorizadas BLÁ BLÁ BLÁ, ai que pena ) Porque afinal de contas vou ficar na ECA só mais uns anos! e pq não néah! mesmo que o texto fique horrível e seja meu motivo de chacota pelos próximos semestres! (espero que ele seja esquecido LOGO LOGO) Minhas Condições: 700 caracteres, uma imagem, sem a necessidade de seriedade! Fiz Duas Versões! gostei bem mais da primeira! e como o negócio provavelmente vai ser Publicado mesmo, deixo aqui meus rascunhos!

Texto 1º

Bixo, Bem vindo à USP, à ECA, ao CBD-Biblio, este pitoresco mundo forrado de Biblioteconomia. Desde já, acostume-se com o Biblio-o-Quê? É pra toda a vida! Só não se acostume com o “Precisa de Faculdade?” nesses casos, se o sujeito não estiver de óculos, mostre a que veio, aconselho que com os pulsos dobrados.

Saiba desde já que aqui não estará sozinho! Claro que nem sempre haverá alguém de “bobice” na sala dos alunos (informe-se sobre ela) é só deixar suas duvidas no DEATH-NOTE logo ali nos P’cs, impossível de errar! É o caderninho charmoso de capa preta todo Manuscrito de nossas Conspurcadas Volições!

Lembre-se, não durma no ponto! Nem mesmo esperando o circular! Os veteranos estão por ai há bem mais tempo, eles podem te ajudar! Depois de raspar sua cabeça e te encher de tinta! É o que de menos podemos fazer! Um adendo, a Biblio é cheia de mitos - Tias Velhas de Cock, Aulas de Silencio I E II... Não acredite em tudo que ouviu! Antes, nos conheça!

Texto 2º

Caro Bixo Seja Muito bem Vindo! Achou que que Biblio era só mais uma opçãozinha na FUVEST? Pois bem, é aqui que se materializam os idílios e as bobices do maravilhoso mundo da Biblioteconomia! Parabéns por ter chegado até aqui! É agora que complica! Professores prolixos, Power-Points intermináveis, aulas de quatro Horas! Mas calma, também tem Churras da Biblio, Sessão Bobice, Death-Note do CBD, Salinha dos alunos, Luciana Meira!

Não deixe qualquer má impressão te consumir ainda, estamos no primeiro semestre! E logo você entendera as coisas de muitos outros pontos de vista! Relaxe, pegue um Thesaurus-Rex nos cobiçados sofazinhos azuis e se informe sobre as bizarrices Bibliotecárias.

Os veteranos mesmo que mal encarados (Poucos Casos Confirmados até hoje) quase sempre estarão dispostos a resolver Dúvidas! Que eu saiba ninguém lá é pai de santo, mas não sendo o numero da Mega ou a pergunta pra resposta fundamental da vida o universo e tudo o mais, estaremos felizes em conversar com você! Enfim, você vai se dar super bem com o pessoal!

Citando o grande ET bilú, “Espero que..., busquem conhecimento!” #Oremos.

Bem, foi isso! e se quiserem autografos em seus JECA's, já vou logo avisando que eu sou dificil! #VIXE

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Perverção Sueca

Como disse no Post anterior, nunca fui muito fã de cinema! mas assistia e ainda assisto mesmo que homeopaticamente Porções de filmes! Nacionais, Norte-Americanos, Europeus -Digo Franceses, Italianos e Alemães - (pq afinal de contas o velho continente é grande demais, e nunca vi filme Bósnio, Romeno ou Húngaro - nada que não mude nestas Férias-) e mais recentemente vi filmes Suecos!
Não que tenha me apaixonado... seria demais e também Piegas! Direi que os achei interessante! Notei uma marca Perversa, Sanguinolenta e sádica envolvendo as produções suecas da mesma maneira que os palavrões e sexo fazem com nosso cinema! Maristela Lira e H, me desculpem por digitar isso! mas eu nunca assisti Ingmar Bergman - a não ser sua versão de a Flauta Mágica, que pelo AMOR de Deus, não conta!-! então sei que não posso dedilhar nem levemente o tema Cinema Sueco, mas é uma necessidade muito Grande! Pois Bem, identificada a Aura dos Suecos, posso seguir um passo adiante! Blá blá blá, Belas Artes, blá blá blá, Deixa Ela Entrar, blá blá blá! meia entrada moça para o Deixa Ela Entrar! Vi um monte de imagens do filme mas preferi não ler as críticas (éh uma mania, melhor não contrariar o subconciente) comprei o ingresso, entrei na sala, muito sangue, perversidade e duas crianças estranhas, saio da sala do cinema (por sinal uma das de baixo no Belas Artes, onde a projeção é digital - é nem tudo é perfeito-) Poxa! tenho de assistir mais filmes Suecos! Sim não vou estragar o filme falando sobre ele, quem sabe no futuro (se quiser leia aqui) Então há algum tempo atrás assisti o Perverso " Os Homens Que Não Amavam as Mulheres ". Caraca, aquilo sim é ser Mal! Assassinato, estupro, alias vários... taras estranhas! Sadomasoquismo , humilhação, Sofrimento! Claro que me deixei levar pelos acontecimentos e não por sua representação, e cara, os Suecos são muito "Maus", essa situação não se cristaliza em situações especifica! quase todo mundo fode quase todo mundo e é normal! tudo bem que o filme é de género, mas fazer o quê? Por fim depois de tanto Embananar! os dois últimos filmes Suecos que assisti estão sendo Refilmados por estúdios Holywoodianos! WTF! Oui mes ami! é verdade! como pode uma coisa dessas! ou os americanos pagam um pau pros Suecos devido a alta qualidade de suas produções, ou, tudo que eu assinto vira Entretenimento! Abri a cabeça, pensei cá comigo, mas serão bons remakes ( se é que se pode chamar de remake um filme feito 1 ano após a estréia dou outro) e para minha Enorme decepção me deparei com a pior porcaria que nunca achei que teria o desprazer de ver! um poster estilizado de Deixa ela entrar - que virou deixe-me entrar- ! Juro que Odiei! isso parece poster de remake de filme de terror japonês! E pior, a aura perversa do original sublimou e tornou-se uma evanescente "Coisa" de vampiro! dando uma pesquisada na rede prestem atenção na qualidade de um e de outro e tirem sua conclusões!
Deixe-Me Entrar (2010)

http://www.youtube.com/watch?v=tuHou9Hfuew

"Deixe Ela Entrar"

http://www.youtube.com/watch?v=7bLijucnaJI

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Curtindo os Curtas!

Nunca fui fã do cinema! passei a entender a imagem em movimento como ARTE, há pouquíssimo tempo atrás, e claro quando busquei entender os elementos que configuravam o cinema, me depararei com os curtas! Em um primeiro Momento, parecia-me que os curtas eram uma versão pobre dos Longas-Metragens, faltou dinheiro façamos um curta! (Santa Ignorância a minha!!) e também que o máximo que podia distinguir um Curta de um Longa eram os Minutos! Claro, depois da excrecencia habitual que se seguiu enquanto tentava dosar um pouco de lógica à nomeclatura do cinema, as coisas mudaram! desde então galguei por 2 Anima-mundi, algumas tardes no YouTube e também recebi umas dicas de Amigos. - digamos, uma iniciação na arte da comtempalação de curtas-. Passei a entender o Curta de uma outra Forma, estética, roteiro, sentido. A diminuição do tempo cria fatores que imprimem ao curta uma dinâmica própria! a velocidade dos acontecimentos, o desenvolvimento das histórias, as técnicas empregadas e seus sentidos Metaliguintiscos! Claro que um Curta também pode ser um Longa Reduzido! Mas as coisas não vem acontecendo assim! algumas caracteristicas fortes tem se mostrado congruentes com o desenvolvimnto e aprimoração dos Curtas! são carcteristica inatas que para um leigo como eu passavam desapercebidas -ou eram vistas como falta - os não diálogos, as trilhas sonoras tão intensas quanto as de RadioNovelas...-. E claro, quase deixei passar batido! -ANIMAÇÃO- um curta não é necessariamente de animação, mas essas palavras quase me vem juntas a boca, curta-de-animação, só não entendi ainda a ligação do tempo e da técnica, realmente a animação tende a ser curta por sua dificuldade, ou um curta tende a ser animação para fugir ao COMUM dos Longas? Por fim, sem mais delongas, Posto aqui alguns curtas que acho que deveriam ser compartilhados com mais Colegas...... Logo Mais -Destino- dos originais de Salvador dalí e Walt Disney Essa foi uma boa surpresa! video -Vincent- de Tim burtom. Tava atoa na Net e encontrei esse curta! video -Tyger- de Guilherme Marcondes Uma boa surpresa do Anima Mundi. video