3 livros sabios

3 livros sabios

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Requiescat in Pace.

Uma minuta somente, Moacyr "Filho da dor" saído duma persona de José de Alencar, alegremente Judeu, incansável comunicador, autor de mais de 70 obras editadas pelas mais indevidas e variáveis editoras! Um grande homem. Moacyr era sim, uma lufada de ar fresco dentro da Academia! Achei tão franzino o senhorzinho que que autografou meu "O Centauro no Jardim", percebi que fazia da sua vida um oficio de orientações! autografou os 12? mais? livros que um outro alguém trouxe em nome dos leitores da Biblioteca (de qualquer lugar distante), assinou a todos com mensagens aos leitores! Encontrei o velhinho 2 vezes apenas. Concentração de apenas uma semana! Na abertura do Fantasticon e no segundo fórum prazeres da leitura! Moacyr se mostrou de modo congruente , entusiasmado ante o pequeno publico na Biblioteca e no grande auditório da Bienal! extremamente comedido, preenchendo as bordas da conversa de situações pessoais e histórias de vida! Fabulando sobre sua realidade Biograficamente sofrida! É provável que em algum momento de sua vida, tenha lido o autor! e provavelmente não saiba! nem nunca saberá! Não vou mentir! Tinha Moacyr pelo nome! fui atrás de um autógrafo facil! um mês antes tinha com algum esforço conseguido o da Lygia Fagundes Telles, pq não o de mais um imortal? Foi o que de melhor pude fazer por mim mesmo aquele mês! Se um Inchaço velho ainda pode se sentir incentivado a ler Literatura Brasileira e mais, escrever Literatura esse fui eu quando da conversa com Scliar! Sabe aquela coisa do espirito Jovem? o Velho tinha! explicou todo o conto A VACA como se fosse um adolescente revoltado com a burguesia!
Morreu ontem das complicações de um AVC, deixando espaços para a construção de textos edificantes e outros piegas como este! Perder um imortal. Fico inseguro quanto as lideranças literárias que ainda podemos chamar (talvez) populares! perde-se um construtor ante uma muralha incompleta chamada Brasil.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Uma Bibliotecaria Muy Malvada!

Esse eu roubei do BSF, o melhor é o adendo da Bibliotecaria No final! diz muito sobre a forma como tratamos nossos usuarios e o que esperamos deles! o vídeo esta em Espanhol, mas altamente compreensivel!
video

Tu Vuò Fa' L'Americano

Este Post, não se compromete em inovar, criar ou repensar algo. A caracteristica do Pós Moderno é expor, Remixar...... é isto que aconteceu com a canção original "Tu Vuò Fa' L'Americano". daqui pra baixo é minima minha opnião sobre o tema! Juro que o próximo post relacionado eu crítico! ahhhhhhhhhh. "We No Speak Americano" é uma canção da dupla australiana Yolanda Be Cool, produzida por Peterson Johnson, Sylvester Martinez e Duncan McLennan. O single de latin house music contém trechos originais da música Tu Vuò Fà L'Americano, do italiano Renato Carosone, escrita e produzida por ele mesmo e Nicola "Nisa" Salerno. Passados 54 longos anos, a canção de Carosone - produzida em 1956 pela gravadora Pathé - foi transformada em We No Speak Americano, por meio de um remixagem feita pelos DJs Martinez e Johnson, do projeto Yolanda Be Cool, juntamente com o produtor McLennan, o DCUP. Tudo isso foi feito em homenagem aos 54 anos que a canção "Tu Vùo Fà' L'Americano", de Renato Carosone, foi produzida. video "Tu Vùo Fà L'Americano" é uma canção gravada pelo cantor italiano Renato Carosone, escrita e produzida pelo próprio Carosone e Nicola Salerno. O single de italian jazz tornou-se uma das canções mais conhecidas de Carosone. Encomendada por Rapetti, diretor da Casa Ricordi, para um concurso de rádio, a música foi composta por Carosone em um espaço de tempo muito curto após a leitura das letras de Nisa. Ele imediatamente percebeu que a canção se tornaria um grande sucesso. E Sátira sobre o processo da americanização que ocorreu nos primeiros anos do pós-guerra, quando o sul da Itália ainda era uma sociedade rural tradicional video Tem mais o que falar! 50 anos depois alguém rouba o ritmo e batida originais remixa, e faz um novo sucesso! Novo? segundo o Priberam Online
novo | adj. | s. m. | s. m. pl. novo (ô)
adj.
adj.
1. Feito recentemente.
2. Que existe há pouco.
3. Moderno.
4. Outro; segundo.
5. Que se ignorava; que se vê ou se ouve pela primeira vez.
6. Que ainda não serviu ou serviu pouco.
7. Que começa.
8. Pouco prático; principiante.
9. Recente; nascente; inexperiente.
s. m.
10. Ano novo.
11. Colheita próxima.
12. Há pouco.
É, acho que não! Mesmo o clipe tentando mimetizar um momento Chaplim!